Agora: Encontro com os Serranos

Greve: Em Campos Novos, professores realizaram um manifesto em frente à regional de educação

Foto
EDUCAÇÃO

Em Campos Novos, professores da rede estadual de ensino, juntamente com representantes do Sinte, realizaram um manifesto em frente à regional de educação na tarde desta terça-feira, 23 de abril.

Eles cobraram as pautas defendidas pela classe, que motivaram a greve, como o reajuste do Piso Nacional na tabela salarial com descompactação da tabela, anúncio e efetivação do concurso público para o magistério, aplicação da hora atividade para todos os trabalhadores da educação e revogação total do desconto de 14% aplicado na folha de pagamento dos aposentados.

O que diz o governo:

De acordo com o secretário de Administração de Santa Catarina, Vânio Boing, em entrevista coletiva na tarde desta terça-feira (23), a descompactação da tabela salarial, principal reivindicação do magistério, acarretaria em um acréscimo de R$ 4,5 bilhões na folha de pagamento do Estado.

A descompactação é uma das principais pautas do Sindicato dos Trabalhadores em Educação na Rede Pública de Ensino do Estado (SINTE/SC). Segundo o sindicato, cerca de 30% do magistério do Estado aderiu à greve, que iniciou nesta terça.

Já o Estado não fala em números, primeiro porque a maior parte dos servidores atua no ensino médio, cujas aulas são à noite, e também porque, segundo o secretário, “esperamos que isso se encerre nesta quarta-feira, 24 de abril.

Contribuição: NSC 

Simpatia FM Notícias